Batata com Cachorro

(Por questões jurídicas informamos que nenhum cachorro foi maltratado durante a produção deste site.)

Direita: Conservadores x Liberal

Conservative

 

Preambulo:

 

Esta parte do artigo é comum tanto ao artigo sobre direita quanto esquerda, no que tange ao debate sobre liberalismo e conservadorismo. As categorizações aqui não são exatas ou representam o partido A ou B, são apenas construções abstratas, que espero, sirvam para pensar um pouco melhor sobre política.

Liberal e conservador aqui expressos, estão relacionados com o princípio valorativo, que assumem diferentes conformações estando à direita ou a esquerda.

Quando se pensa em direita e esquerda, muitos equívocos surgem. Já escutei de professores universitários de um curso de comunicação social a fala de que direita é situação e esquerda é oposição. Outros associam direita com pró-mercado e esquerda pró direitos sociais.

Desta forma, estes dois artigos buscam responder, de forma simples: Que desgraça é direita e esquerda?

 

 

 

Para pensar a direita, no mínimo devemos pensar em dois grupos: conservadores e liberais. Estes dois grupos são antagônicos, e embora colocados como sendo a mesma coisa, tem propostas completamente diferentes. Em comum, quando muito, tem apenas o ódio a esquerda.

A direita conservadora caracteriza-se por assumir valores conservadores, tais como valores religiosos, baixa aceitação de mudança, positivação do passado frente ao futuro e patrimonialismo. Como exemplo claro desse grupo, caso pensarmos a situação brasileira, temos os coronéis, que são extremamente autoritários, tem apoio de grupos religiosos e acham que algum período histórico anterior era melhor. Além disto, tendem a se apropriar da máquina pública como se fossem extensão de sua casa, nomeando parentes, pois não faz separação entre aquilo que pertence a esfera pública e privada.

O segundo grupo de direita é confundido com o primeiro, que vem a ser o liberal de direita. É um grupo que defende valores liberais, como Estado Laico, respeito às leis e positiva o indivíduo. Este grupo coloca os valores individuais a frente dos valores coletivos, e por isto, defende, por exemplo, liberdade de expressão, porte de arma, liberdade de acesso, acredita na meritocracia e toda sorte de políticas individualistas.

Em geral, os liberais de direita são um grupo que é contra politicas coletivistas como cotas raciais, distribuição de renda e coisas assim. Em contrapartida, apoiam o fim da intervenção do Estado na economia e positivam a ação individual no mercado, evocando valores como empreendedorismo, pro-atividade…

Estes dois grupos não podem ser confundidos, pois partem de modelos distintos. Enquanto o de direita conservador é contra mudanças ou gostaria que um modelo anterior voltasse, o liberal não é contra mudanças, desde que esta produza ampliação das liberdades individuais. Ambos os grupos não pensam em políticas coletivas, entretanto, os conservadores visam garantir a perpetuação de um pequeno grupo (elite) no poder. O liberal, em contrapartida, acredita na livre iniciativa, e, portanto, acredita que o dinamismo social sendo assegurado pode produzir situações benéficas de vida para aqueles que tiverem mérito (estudar mais que os outros, ser mais habilidoso…). Enquanto o conservador visa assegurar privilégios para grupos poderosos, o liberal visa construir uma sociedade no qual o mérito seja o motor de transformação social, e, portanto, a elite da sociedade seja a mais capacitada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *