Batata com Cachorro

(Por questões jurídicas informamos que nenhum cachorro foi maltratado durante a produção deste site.)

Amo meu dotinha

MQPU352hQuem me segue em qualquer rede social recebeu nessas últimas duas semanas um massacre de opiniões, comentários bobos e achismos idiotas (nada fora do normal), mas nesse período, exclusivamente, eu foquei toda a minha atenção no “The International 2015”, o maior campeonato de Dota 2 do mundo. Assisti partidas, fiz apostas, torci por times, torci por jogadores, ou seja, aproveitei o máximo do que o evento podia me dar à distância e mostrando o máximo de “fanboyzismo” possível e posso dizer com total certeza e usando todas as letras: Essa briga entre fanboys sobre qual jogo é melhor, com toda a certeza é a coisa mais “bobinha” que temos nos dias de hoje. A premiação total do International era de 18 milhões de dólares, sendo que 15 milhões de dólares vieram da comunidade através da compra de um item específico e em troca os compradores receberiam itens de acordo com o progresso da competição e de alguns desafios a serem realizados. Até esse ponto, nada diferente, apenas uma empresa agindo como empresa, mas é aí que mora o problema: as empresas visam lucro, o lucro vem do produto/serviço, o produto/serviço precisa ser comprado e ao invés das empresas disputarem o público que vai comprar seus respectivos produtos, o próprio público disputa entre si para ver quem vai comprar o produto X ao invés do produto Y. Não quero “esquerdar” muito aqui, mas me parece a coisa mais idiota do mundo uma discussão entre pessoas, para defender e atacar uma e outra empresa que se importa apenas, pura e simplesmente com o lucro que determinado público possa render. Boa parte dessa discussão é brincadeira, boa parte é só birrinha infantil, mas tem sim uma grande porção desse público que discute sim, que briga sim, por conta de qual produto é “melhor” quando o que define o “melhor” nem eles sabem ao certo o que é ou o que deveria ser. Eu entendo que o principal entre um produto e outro, no caso, League of Legends e Dota, deveria ser a diversão proporcionada, mas o que me diverte pode não divertir João, e pode divertir Pedro mais ainda do que me diverte. Claro que esse tipo de discussão completamente sem fundamento ou argumentação alguma, que eu amo, são naturais e ainda mais para o brasileiro que mata por causa de time de futebol. Mas chega ao ponto que a gente começa a pensar que deve ter algo errado com essa maluquice toda. Não que eu vá parar de discutir, não que eu vá parar de defender ferrenhamente o jogo que eu jogo, eu só queria deixar essa ideia aqui para cumprir minha meta de posts mesmo(risos). Pra preencher espaço, acabar com estilo e ainda tentar influenciar a humanidade a ficar de boa, fiquem com essa imagem de uma filhote: puppies Me sigam no twitter: @AmigoGaybz

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *